Revisão do marco legal de telecom traz segurança jurídica aos investimentos

07/10/2019

A revisão do marco legal das telecomunicações traz a segurança jurídica de que o setor precisa para alavancar novos investimentos. Assim festejou o ex-deputado federal e presidente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, autor do então PL 3.453/15, depois PLC 79/16 no Senado, agora aprovado.

“Os investidores terão mais segurança jurídica com a nova legislação para que possam investir e consequentemente fazer com que o País possa avançar nesse setor extremamente estratégico e que será ainda mais no futuro com a chegada da tecnologia 5G”, afirmou em entrevista concedida logo após a aprovação do projeto no Senado.

Autor da proposta ainda em 2015, Vilela defendeu a modernização do ambiente legal que atende às novas demandas de serviços e consequentemente de infraestrutura de telecomunicações. “O objetivo principal foi colocar a banda larga no centro das políticas públicas no Brasil”, resumiu. Assistam à entrevista com o ex-deputado federal e presidente do MDB de Goiás, Daniel Vilela.

LGT - Lei Geral de Telecomunicações

Acompanhe as notícias do setor na AGÊNCIA TELEBRASIL

Sociedade é quem ganha com o novo marco legal de telecom


Para o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, a atualização da LGT abre caminho para que seja privilegiado o essencial, a banda larga. “Com a nova lei, o setor dá um passo à frente, mas a sociedade dará 10.” Leia mais

Lei abre espaço para a expansão da banda larga


Para o presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal, Vanderlan Cardoso, atualização da legislação é uma resposta à necessidade de se dar conectividade para todos. Leia mais

País sai do atraso com o avanço das telecomunicações


"Abrimos as portas para um novo momento. Atualizar a legislação é importante para que os investimentos aconteçam", diz a relatora do texto final da nova lei, senadora Daniella Ribeiro. Leia mais


Copyright © 2017-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital