Lei abre espaço para a
expansão da banda larga

07/10/2019

Em que pese o inegável sucesso da privatização das telecomunicações no Brasil, o ambiente social, econômico e tecnológico mudou muito desde a década de 1990. Para o presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal, Vanderlan Cardoso (PP-GO), já era hora de o País responder ao novo ambiente.

“Há uma expectativa de ampliação dos investimentos, porque as regras vigentes eram das concessões feitas em 1998, ainda no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. E muita coisa mudou de lá para cá”, afirmou o senador em entrevista concedida logo após a aprovação do projeto no Senado.

“Hoje é diferente, temos que estar interligados. Mas ainda tem muitas regiões do País que não contam nem com 2G direito. Então, precisamos levar banda larga para escolas, para as cidades mais distantes, especialmente no Centro-Oeste, no Norte e no Nordeste”, emendou o parlamentar.

A nova lei de telecom, acredita, é uma resposta a essas mudanças. “O Brasil deu um passo importante. Depois de 21 anos da lei das teles, daquela época que ainda se usava muito telefone fixo, estamos inserindo a banda larga com regras mais claras para receber mais investimentos. E com isso gerar mais emprego e mais arrecadação de impostos.” Assistam à entrevista com o presidente da CCT do Senado, Vanderlan Cardoso.

CCT - Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática

Acompanhe as notícias do setor na AGÊNCIA TELEBRASIL

Sociedade é quem ganha com o novo marco legal de telecom


Para o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, a atualização da LGT abre caminho para que seja privilegiado o essencial, a banda larga. “Com a nova lei, o setor dá um passo à frente, mas a sociedade dará 10.” Leia mais

País sai do atraso com o avanço das telecomunicações


"Abrimos as portas para um novo momento. Atualizar a legislação é importante para que os investimentos aconteçam", diz a relatora do texto final da nova lei, senadora Daniella Ribeiro. Leia mais

Anatel: agora é conciliar os interesses público e privado


Presidente da agência reguladora, Leonardo Morais, diz que a aprovação do novo marco legal abre a chance de um realinhamento em prol do desenvolvimento do Brasil. Leia mais


Copyright © 2017-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital