BRICS: telecomunicações são essenciais à economia digital

06/09/2019

As experiências de cada país na implantação do 5G e as estratégias para incentivar o desenvolvimento da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) foram os temas dominantes da 5º Reunião de Ministros de Comunicações dos BRICS, realizada em agosto, em Brasília, com a participação dos ministros das comunicações do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O evento foi encerrado com a divulgação de uma declaração com intenções de parcerias para iniciativas nas áreas de comunicação, informação e tecnologias digitais.

Os ministros destacaram o papel das tecnologias digitais para o desenvolvimento da economia digital como instrumentos para “aumentar a eficiência na administração pública” e “promover a competitividade e a produtividade no setor privado”. E elencaram diversas áreas de trabalho conjunto.

A primeira delas é a oferta de conectividade a quem ainda não tem acesso à internet. No mundo, este patamar ainda está próximo de 40%. Os países do bloco também vivem essa situação de exclusão, especialmente devido às grandes populações e extensões territoriais de cada nação integrante do bloco. O documento sugere a ampliação do acesso à banda larga como elemento importante para um crescimento inclusivo.

Outra área de parceria entre os países é a adoção de novas aplicações tecnológicas para diferentes finalidades. Os representantes apontaram como exemplo levar conexão para o campo e aplicar tecnologias digitais em atividades agrícolas, com a implantação das novas redes, como o 5G.

No tema da segurança, o documento reforça o intuito de “fortalecer arcabouços de segurança robustos em economia digital”. A ministra das Comunicações da África do Sul, Stella Ndabeni-Abrahams, ressaltou as mudanças profundas desse tipo de tecnologia e a importância da cooperação entre os países para trocar boas práticas e construir apoio mútuo voltado a favorecer a disseminação dessas redes nos países do bloco.

“Foram dois dias intensos de discussões em quatro áreas: Internet das Coisas na agricultura, 5G, banda larga e transformação digital”, resumiu o ministro brasileiro, Marcos Pontes.

“O que vimos e que foi muito importante aqui no Brasil foi esse espírito de engajar mais as empresas, algo que foi estimulado em todos os BRICS, até porque as empresas são os principais veículos da economia digital, disse o vice-ministro russo de Desenvolvimento Digital e Comunicações, Mikhail Mamonov. “Como reguladores e autoridades, precisamos ouvir o que os negócios têm a dizer, portanto espero repetirmos essa participação das empresas na reunião da Rússia”, acrescentou.

BRICS - Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

Acompanhe as notícias do setor na AGÊNCIA TELEBRASIL

Economia digital expande a fronteira para a geração de novos negócios


“Com a chegada do 5G, da Internet das Coisas, das cidades inteligentes, vamos ter muito mais possibilidades de mostrar o potencial nacional”, projeta o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes. Leia mais

Cobertura rural do 5G exige soluções que atendam ao agronegócio


A rentabilidade das redes de nova geração está diretamente ligada à oferta de serviços que entendam os desafios do campo no Brasil. Leia mais

Com escala, 5G terá smartphone de US$ 200 em dois anos


Expectativa é que a demanda e a disputa estabeleçam concorrência e a queda nos preços dos dispositivos móveis. Leia mais


Copyright © 2017-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital