Prestadoras de telecomunicações ativaram
um chip 4G por segundo em 2018

13/03/2019

O Brasil ativou 27,5 milhões de novos chips 4G, alcançando um total de 130 milhões de celulares de quarta geração em operação no País. Isso significa que a cada segundo um novo celular 4G foi ativado localmente em 2018. De janeiro a dezembro, segundo balanço da Telebrasil, 606 novos municípios receberam as redes 4G, somando 4.429 municípios conectados, onde moram 95,4% da população brasileira.

A cobertura teve crescimento de 27% frente a 2017 e é quatro vezes superior à obrigação prevista nos leilões das licenças de serviços móveis, de 1.079 municípios. Já o 3G cresceu para 5.385 municípios, onde moram 99,5% da população brasileira.

No total, o Brasil conta com 204 milhões de acessos à internet pela rede móvel. Considerados os acessos fixos e móveis, o País fechou 2018 com um total de 235,4 milhões de acessos. Destes, 31 milhões são em banda larga fixa, segmento que cresceu 7,6% em 12 meses, com 2,2 milhões de novos acessos.

De acordo com a Telebrasil, os preços no Brasil estão entre os mais baixos do mundo – em quarto lugar na internet móvel pré-paga, segundo levantamento da consultoria Teleco, atrás apenas da Indonésia, China e Índia. Esses preços poderiam ser ainda menores se o País não tivesse a maior carga tributária do mundo, conforme atestou a União Internacional de Telecomunicações.

No estudo Desafios da Nação 2, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada lembra que esse avanço da internet móvel se deu no Brasil “sem aportes de recursos públicos e nem transferência de recursos de setores da economia.” O documento diz ainda que, nas telecomunicações, “a prioridade absoluta” é reduzir as cargas regulatória e tributária.

“Essa atividade gera riqueza suficiente para autofinanciar sua universalização, com a qualidade desejada pelos consumidores, com sobra de valor adicionado para dotar de recursos orçamentários a União, os estados e os municípios, desde que o volume apropriado com tributos, somado àquele despendido no cumprimento de obrigações questionáveis, seja reduzido do patamar atual.”

As Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs), especialmente o acesso à internet, melhoram a produtividade e a competitividade e são essenciais para o desenvolvimento sustentável do País. Para isso, precisam ser consideradas como prioridade nacional.

Estes e outros temas estarão nos debates do Painel Telebrasil 2019, que ocorrerá em Brasília, nos dias 21, 22 e 23 de maio de 2019. O Painel Telebrasil é o mais importante e tradicional encontro de lideranças do setor de TICs e em sua edição de 2019 se tornará também um importante espaço de negócios e apresentação de tecnologias e soluções. Mais informações em http://paineltelebrasil.org.br/

Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
UIT - União Internacional de Telecomunicações
Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Acompanhe as notícias do setor na AGÊNCIA TELEBRASIL

Painel Telebrasil 2019


A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais

MCTIC elege aprovação do PLC 79/16 como prioridade


O secretário-executivo do Ministério, Júlio Semeghini, acena com trabalho para a rápida aprovação do PLC 79/16 no Congresso Nacional e com garantias em outros instrumentos legais para evitar alterações no texto. Leia mais

CCT do Senado quer votação rápida das emendas ao PLC 79


Ao participar do Mobile World Congress, realizado em Barcelona de 25 a 28 de fevereiro, o presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, senador Vanderlan Cardoso, diz que vai trabalhar para aprovar o novo marco legal de telecom em um curto espaço de tempo. Leia mais


Copyright © 2017-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital