Futuro da Inteligência Artificial no Brasil passa por ir além do consumo da tecnologia

27/12/2018

Se o tema não for levado a sério, a Inteligência Artificial pode vir a ser um simples adereço e não a ferramenta de revolução esperada por diferentes setores, advertiu o advogado Carlos Affonso Souza, diretor do ITS Rio. Para ele, o futuro da Inteligência Artificial no Brasil passa por pensar em uma eventual regulação de forma contextualizada, com base não apenas na legislação, mas também em uma lógica econômica de mercado, na sociedade e na própria tecnologia, com um olhar voltado para a ética.

Ainda assim, Souza alertou que a Inteligência Artificial não se resolverá apenas com a edição de leis, uma vez que é um tema multifacetado e caro à economia dos dados. À Newsletter da Telebrasil, o especialista disse que, para ser protagonista, o País terá de ir além de ser apenas consumidor de novas tendências. “Temos de estimular a pesquisa e o desenvolvimento para capacitar pessoas.” Assistam à entrevista com Carlos Affonso Souza, diretor do ITS Rio.

ITS Rio - Instituto de Tecnologia e Sociedade

Acompanhe as notícias do setor na AGÊNCIA TELEBRASIL

Painel Telebrasil 2019


A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais

Ciência de dados e Inteligência Artificial: o momento de investir nos jovens é agora


O professor da FGV/Rio de Janeiro Luca Belli diz que há uma enorme falta de cientistas de dados no Brasil e que é hora de atrair os jovens para o mundo de TICs. Leia mais


Copyright © 2017-2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital