Revisão do modelo de formação de
mão de obra é urgente no Brasil

08/10/2018

O Brasil precisa revisar, e de forma urgente, o modelo de formação de mão de obra para as novas tecnologias, sustenta o professor da FGV Pablo Cerdeira. Em entrevista à Newsletter da Telebrasil, o especialista diz que as tecnologias evoluíram de forma muito acelerada e a formação de mão de obra não acompanhou o ritmo.

“Ainda estamos em um ritmo de anos atrás, com exigências tradicionais de graduação, mestrado e doutorado, quando nem sempre esse modelo é o mais correto para as novas tecnologias. Também temos de tomar cuidado de especializar um jovem em uma linguagem que em pouco tempo deixará de ser usada e determinar o subemprego”, pondera Cerdeira.

Para o professor, o conhecimento técnico e científico é muito importante, mas não basta. “O que temos de fazer logo é uma aproximação entre as áreas de exatas com as de humanas, passando pelas ciências sociais. O profissional de hoje e de amanhã exige uma troca maior entre as áreas e ela não acontece como deveria no Brasil.” Assistam à entrevista com o professor da FGV Pablo Cerdeira.

FGV - Fundação Getúlio Vargas

Veja mais matérias da Newsletter da Telebrasil

A hora é de preparar profissionais em quantidade e qualidade

Apenas com Internet das Coisas e 5G, estima-se que o Brasil vai precisar de até 200 mil novos profissionais qualificados, observa o secretário-geral da Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação, Cesar Rômulo. Leia mais

Procuram-se interessados em atuar na transformação digital


Há vagas disponíveis nas empresas, mas faltam profissionais qualificados para ocupá-las, apontam estudos da Michael Page e da Fundação Getúlio Vargas. As oportunidades de trabalho vão muito além daquelas para especialistas em TICs e se expandem para finanças, educação, saúde, agricultura e governo, entre outras. Leia mais


Copyright © 2017-2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital