Softex: Brasil vai perder R$ 167 bilhões
nos próximos cinco anos por falta de profissionais de TICs

08/10/2018

Nas contas da Softex, o mercado brasileiro de Tecnologias da Informação e Comunicação deixará de faturar R$ 167 bilhões nos próximos cinco anos pela absoluta carência de profissionais em número suficiente para atender à demanda. E apesar de iniciativas bem-sucedidas como o programa Brasil Mais TI, o fosso tende a aumentar se não for feita uma revisão do sistema educacional, desde o básico até o ensino superior.

Em entrevista à Newsletter da Telebrasil, o presidente da entidade, Rubén Delgado, diz que o Brasil precisa implementar uma nova filosofia, em que a educação de empreendedorismo e de programação começa no ensino básico. O executivo adverte que, sem ações urgentes, o País está ficando para trás.

“O mundo todo tem essa preocupação e começa a trabalhar com jogos, com ‘legos’, com várias metodologias que ensinam as crianças a raciocinar no novo mundo. Mas ainda estamos dormindo em berço esplêndido. É, desde a educação básica, falar inglês, fazer ‘games’, programação. É cultural, para que as pessoas comecem a olhar esse mundo desde crianças”, afirma o presidente da Softex.

Levantamento da entidade aponta para 408 mil vagas em aberto na área de TICs em 2022. Delgado lamenta o fato de, hoje, as universidades não serem dinâmicas o suficiente para mudar seus currículos, para começar a formar esse profissional do futuro. Para o executivo, a hora exige mais velocidade.

“Temos aproximadamente 360 mil alunos no Brasil Mais TI, na base da pirâmide. Mas ainda assim precisamos de empreendedores e que as universidades formem mais rápido os profissionais, para eles começarem a trabalhar imediatamente e produzir, sem que o mercado tenha de capacitar novamente”, insiste Delgado.

Segundo ele, a dinâmica competitiva global exige respostas mais rápidas. “O perfil de um profissional hoje é de um empreendedor, que seja criativo, multidisciplinar, que saiba tecnicamente, para imediatamente botar a mão na massa para começar a trabalhar e produzir. O mundo tem pressa.” Assistam à entrevista com Rubén Delgado, presidente da Softex.

Softex - Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro

Veja mais matérias da Newsletter da Telebrasil

A hora é de preparar profissionais em quantidade e qualidade

Apenas com Internet das Coisas e 5G, estima-se que o Brasil vai precisar de até 200 mil novos profissionais qualificados, observa o secretário-geral da Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação, Cesar Rômulo. Leia mais

Procuram-se interessados em atuar na transformação digital


Há vagas disponíveis nas empresas, mas faltam profissionais qualificados para ocupá-las, apontam estudos da Michael Page e da Fundação Getúlio Vargas. As oportunidades de trabalho vão muito além daquelas para especialistas em TICs e se expandem para finanças, educação, saúde, agricultura e governo, entre outras. Leia mais

Formar gente é decisivo para o Brasil ambicionar um lugar na economia do futuro


Segundo o reitor do ITA, Anderson Correia, não há como simplesmente importar os profissionais da economia digital. “Tem que formar, e isso leva anos.” Leia mais


Copyright © 2017-2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital