Preço dos smartphones é barreira para migração de 2G para novas tecnologias

02/01/2018

O rápido avanço do 4G, que superou os acessos em 3G na telefonia móvel, é motivo de comemoração. Mas 36 milhões de aparelhos em operação, cerca de 15% de todos os celulares em uso no Brasil, ainda são 2G, uma barreira difícil de ultrapassar diante do preço dos aparelhos que suportam conexões à internet móvel.

O uso do 2G vem caindo vertiginosamente, até com o forte impulso dado pelas prestadoras móveis ao 3G e ao 4G, mas é preciso zerar a base residual existente para a atualização do sistema de telecomunicações no País, observa a Telebrasil. Em outubro de 2015, os celulares 2G eram 77 milhões, caindo para 51 milhões em outubro de 2016 e para 36 milhões em outubro de 2017.

Para a entidade, o maior obstáculo para o fim do uso do 2G é o preço do smartphone, ainda inacessível para a população que se manteve no GSM. A proposta da Telebrasil é que se crie uma política de inclusão digital com um trabalho de sensibilidade do setor tributário nacional.

Dados da consultoria IDC revelam que, em 2017, serão vendidos 48,56 milhões de smartphones, um incremento de 12% em relação a 2016, quando foram comercializados 43,49 milhões. O incremento é puxado pela migração dos aparelhos mais simples para os smartphones, a partir de estratégias de aquisições facilitadas pelas prestadoras de serviços de telecomunicações celulares.

Dados do balanço de outubro da Telebrasil mostram que os celulares 4G já são 95 milhões e os 3G, 92 milhões.

Veja mais matérias da Newsletter da Telebrasil

Mudança no marco legal é um dos principais pontos apontados pelo setor de telecomunicações para um novo ciclo dos investimentos

A troca de obrigações obsoletas por investimentos em banda larga vai trazer benefícios para a população e a inclusão de mais brasileiros. Leia mais

Senadores também apontam a importância de se colocar em votação o novo marco legal de telecom

Senadores Otto Alencar (PSD/BA) e Jorge Viana (PT/AC) sustentaram na Comissão de Ciência e Tecnologia que não há justificativa para a não apreciação do projeto. Para eles, é chegado o momento de superar as divergências e da concertação. Leia mais


Copyright © 2017-2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações ... Todos os direitos reservados

Produção e edição:Editora Convergência Digital